top of page

O QUE MUDAR NA ROTINA ANTES DE TENTAR ENGRAVIDAR

Confira as principais mudanças de hábitos a serem feitas de 1 ano a 6 meses antes de engravidar para garantir uma gestação saudável

TTC-realistic-timeline_1500x_5509bbfc-68

INTERROMPA OS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS E COMECE A OBSERVAR O PRÓPRIO CORPO

 

Quando a mulher usa contraceptivo hormonal durante muitos anos, é normal que o corpo demore um tempo para eliminar todo o excesso de hormônios e para o ciclo menstrual voltar a funcionar naturalmente. Esse tempo pode variar de nem um mês até anos, e é recomendável que desde o começo se transforme em uma grande observadora de si mesma e anote todas as mudanças físicas e também psicológicas deste período. É a hora de retomar a autonomia sobre o próprio corpo, entender como funciona o seu ciclo e perceber quais são as fases dele, até para aprender a identificar quais são os dias do período fértil, ou seja, quando a probabilidade de engravidar aumenta consideravelmente.

FAÇA MUITO SEXO, MAS PORQUE TRANSAR É UMA DELÍCIA E NÃO POR QUERER ENGRAVIDAR

Chegou na melhor parte da vida de um casal que quer ter um bebê: a hora de praticar! A pior coisa que uma mulher tentante pode fazer é ficar obcecada na hora do sexo e transar apenas para engravidar. Transar tem que ser gostoso, tem que ser em primeiro lugar para dar e receber prazer, aquele momento do dia/da semana que a gente esquece da rotina e das obrigações e apenas se diverte. Quanto menos pressão e ansiedade, mais fácil será engravidar. Como diz a música: ‘deixa acontecer naturalmente rs…”. Além disso, lembre-se que, depois que o bebê chegar, o esforço para esses momentos a sós será maior, então aproveite cada segundinho!

MAS É CLARO QUE NÃO CUSTA NADA DAR UMA MÃOZINHA PARA A NATUREZA

Quando você passa a reconhecer o período fértil, fica bem fácil perceber os sinais. A natureza é bem sábia e é justamente nesses dias que a gente só ‘pensa naquilo’. Dá vontade de se arrumar mais, de usar uma lingerie nova, de apimentar a relação. Perceba os sinais e tente deixar os ‘dias de transar’ os melhores e mais prazerosos possíveis. 

MOVIMENTE-SE! 

Sedentarismo não faz bem em nenhum momento da vida de uma mulher e é ainda pior se ela está pensando em engravidar. Tente fazer pelo menos meia hora de exercícios físicos todos os dias, se possível atividades que te deem prazer, já que exercitar a mente é muito importante também. Se você odeia academia, por exemplo, experimente fazer aulas de dança, hidroginástica, Yoga ou Pilates. Se a grana está curta, faça exercícios ao ar livre que não custam nada, como caminhada, corrida ou bicicleta. Praticar atividade física libera hormônios que diminuem a ansiedade e o estresse, como endorfina e dopamina. Além disso, é uma forma de preparar os músculos e ossos para a transformação que receberão em breve, durante a gestação. ”.

COMECE A CUIDAR COM CARINHO DO SEU ASSOALHO PÉLVICO

Desde o momento em que decidem que querem engravidar, recomenda-se que as mulheres já comecem a olhar para o assoalho pélvico com mais atenção. Os músculos do períneo, que é a região que sustenta os órgãos sexuais e o ânus, precisam estar tonificados e fortalecidos para suportarem o peso extra que ela vai ganhar durante a gestação. Além disso, se esses músculos estiverem saudáveis, as chances de um parto normal sem laceração e uma recuperação pós-parto mais rápida aumentam muito.

RECONECTE-SE CONSIGO MESMA E CUIDE DA SUA SAÚDE MENTAL E EMOCIONAL

Quanto mais segura e em paz estiver você estiver quando decidir engravidar, mais facilmente irá lidar com questões que não dependem de você, como por exemplo, quando será o momento da concepção. Trata-se de um momento de importante reflexão sobre o que a maternidade representa para você e o que a parentalidade irá representar para o casal e para a família como um todo. Um momento para tentar encontrar um equilíbrio entre o que ideal e o real e de extremo autoconhecimento. Aproveite essa fase de transição!

PLANEJE-SE FINANCEIRAMENTE

 É o momento certo para começar a rever os gastos e fazer um pequeno planejamento financeiro. Pensar no que é prioridade e no que é supérfluo, já que em breve a família ganhará um novo membro. Isso inclui guardar dinheiro para as despesas com a gestação e com o parto. Mesmo se houver um plano de saúde, é o momento de pesquisar se este atende todas as necessidades individuais do casal. Por exemplo, se um dos objetivos é priorizar a qualidade do atendimento e optar pelo atendimento humanizado, é o momento de começar a pesquisar sobre valores e reembolsos e até uma possível troca de plano de saúde. 

 FAÇA UMA CONSULTORIA ESPECIALIZADA

Atualmente, existem profissionais especializados em realizar consultoria com mulheres e casais tentantes para ajudá-los a listar prioridades, pesquisar valores e reorganizar a vida para a futura gestação que está por vir. Quer mais informações? Clique aqui

QUER MAIS INFORMAÇÕES/RECEBER NOVIDADES SOBRE GESTAÇÃO, PARTO E PÓS-PARTO?

Obrigado! Em breve entraremos em contato!

bottom of page